Foi com surpresa que “apanhei” uma emissão dum programa “de economia”, bem tarde e no refúgio que é a rtp2, onde se fugiu bastante ao toque habitual … e em vez de falarem de números e coisas macroeconómicas , houve apenas um convidado que durante o inteiro programa se tentou auto-exorcizar.

Foi um registo mais pessoal e humano com bastante tonalidades de psicologia, questionamentos éticos e exibição pública das próprias fragilidades … mas algo que deu uma outra luz sobre o verdadeiro mundo da alta-finança, das gestões eficientes em constante crescendo ou diria mesmo do “core” do sistema neo-liberal.

Assim se aprende como o  “mundo prometido” realmente vai rodando.

Foi um bom serviço público da RTP, que assim nos mostrou um outro ângulo do que foi, é e será as crises financeiras. Para compensar, nos prime-times, os jargões financeiros, inacessíveis (creio) à esmagadora maioria, a confirmação por repetição de dogmas neo-liberais, e da distração que é o apontar de dedos a quem talvez tenha “a culpa” do aumento da “água pró popó”

Vejam, se puderem: http://ww1.rtp.pt/multimedia/index.php?tvprog=23484&idpod=17450&formato=wmv&pag=recentes&escolha=

Os meus parabéns ao convidado João Ermida, e espero poder ler o seu livro “Verdade, Humildade & Solidariedade

 

Algumas quotes:

“dinheiro é para fazer coisas”

“psicóloga de alto-executivos” que disse “isto já começa a acontecer com pessoas jovens, universitários”